Fazer de si o próprio amor

18:15:00

Amo os meus amores em diferentes medidas,alguns me tem em partes,outros quase inteira.
Como se o peito se expandisse uma vez ou outra pra caber mais um pouco.
E no meio de todos eles tem um amor quase sempre esquecido,escondido.
Amor esse que é seu próprio dono mas que depende de mim pra diminuir ou crescer.
Se não o alimento cai no fosso do esquecimento,mas ainda assim não morre.
Está sempre em busca de uma oportunidade pra renascer e crescer.
E não importa o meu cabelo,os quilos a mais,a cintura que já não está tão fina,a miopia absurda,a falta de um salto,a cara limpa,sem qualquer adorno ou contorno.
Não importa as manias,o jeito desleixado,o olhar desinteressado por grande parte do que se passa na tela.

Ele se alimenta do sorriso despretensioso que aparece no espelho,dos olhos apertados ao fazer esse movimento.
Da sensibilidade ao ouvir uma canção e deixar que ela faça parte de mim.
Da dança das palavras que me fazem sentir.
Das coxas grossas que gosto de admirar e isso quase nunca acontece,mesmo elas estando aqui o tempo todo.
Da emoção que é visitar as histórias de um livro.

Engraçada essa coisa de amor-próprio,aquele de se amar por ser,por ter a si próprio e tentar fazer o melhor disso.Pode ser que muitas vezes eu não consiga,há quem desista.Não posso negar o fato de já ter tido tais pensamentos.
Não é sempre que consigo admirar o que há em mim.Mas tem aqueles dias em que consigo sorrir ao me olhar.
E aceitar os defeitos e os acertos,desses pedaços desencontrados que aqui vivem.
E muitos dias podem ser de luta,pra continuar,pra não desmoronar,pra encontrar esse pedaço que me faz feliz.
Talvez o amor seja se encontrar,se decepcionar,cair,levantar e buscar o que possa fazer de si o próprio amor.

Suelen Muniz

You Might Also Like

20 Pensaram comigo,=)

  1. Oi,Su!Td bem? O amor próprio é essencial na nossa vida, temos que nos amar sempre e acima de qualquer coisa,mas nem sempre é uma tarefa fácil,aliás acho bem difícil.
    Beijosss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Si,
      Concordo contigo,o amor próprio é precioso,mas mantê-lo é bem complicado às vezes.
      Beijoo =)

      Excluir
  2. Que bom, te ler e ver! O amor de qualquer modo, sempre inspirador! Lindo aqui! bjs, ótimo dia! chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Chica,
      Obrigada querida,quero que esse lugar seja sempre de amor,inspiração,coisas boas.
      Beijoo =)

      Excluir
  3. Texto maravilhoso querida Suelen!
    Sem amor não tem como viver, ele é a base de tudo.
    Grata querida amiga por sua doce presença em meu Blogue.
    Grande beijo em seu coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria Teresa,
      O amor tem que ser base mesmo,isso faz falta hohe em dia.
      Obrigada pelo carinho,gosto de ler o que você escreve.
      Beijoo =)

      Excluir
  4. Boa Tarde, querida Suelen!
    'Encontros desencontrados' os achamos em nós mas temos virtudes que nem sempre damos valor...
    Gostei de como conduziu seu post com muita presteza e ordenação... muito bom ler um pouco de vc e valorizou o texto pela forma como o escreveu...
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Roselia,
      Sim,tem tantas características boas em nós que não valorizamos.Como se fizessemos questão de olhar apenas os defeitos e isso não é bom.
      Obrigada,fico feliz que tenha gostado de saber mais de mim.
      Beijoo =)

      Excluir
  5. Olá, Suellen, bacana te "rever"!
    ...ao esquecermos de amar a si próprio, ficamos incapacitados de sentir o amor que nos rodeia, porque esse sentimento não ecoa dentro de nós. Não é sempre que conseguimos admirar o que há em nós.Mas se aceitar, com os defeitos e os acertos - já é um bom início!
    Belos dias,beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Felis,
      Muito bom te rever também =)
      Sim,o amor gera uma boa energia,nos aceitar é uma maneira de entrar em harmonia com esse amor.
      Beijoo =)

      Excluir
  6. Olá Suelen,

    Foi um prazer revê-la. Andou sumida, hein?
    Você continua com uma bela escrita, onde transmite com sensibilidade os seus pensamentos e sentimentos.
    Amor próprio é fundamental. Somente amando a si próprio se é capaz de compreender e amar o próximo. Claro que todos nós temos nossas imperfeições, mas quando se aceita como se é torna-se mais fácil conviver com elas ou buscar as transformações necessárias, quando for o caso.

    Obrigada pela visita e amáveis palavras.

    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Vera Lu,
      Sumi,mas estou aos poucos retornando e visitando os amigos queridos que fiz por aqui,você é uma delas.
      Todos nós temos o bom e o ruim,qualidades e defeitos,se ajustar nem sempre é tarefa fácil,mas é o primeiro passo pra nos encontrarmos verdadeiramente.
      Obrigada pelo carinho,beijoo =)

      Excluir
  7. Suelen, que maravilha hem?
    Quanta sensibilidade e toda essa escrita estava dormente...
    Ainda bem que voltou para nos encantar com tudo isso!
    Jamais poderia ficar guardado dentro de ti, tem que expandir essas belezas para o nosso deleite!
    Adorei tudo isso e também encontrar amigos em comum por aqui!
    Agora promete que não vai mais abandonar esse lindo projeto?
    Siga em frente minha querida!
    Tem potencial para brilhar!!!

    Beijos e uma semana maravilhosa!! :)))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Adriana,
      Coisa boa te ver por aqui,muito obrigada pelo carinho.Você e o teu blog tem uma energia muito boa.
      Vou tentar estar mais presente aqui,fico muito feliz com as palavras e o carinho de cada um de vocês.
      Beijos =)

      Excluir
  8. Que texto intenso Su!
    O Amor e sua várias nuances e formas de ser demonstrado.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ariana,
      Obrigada,concordo contigo.Acho que o amor vai adquirindo várias formas ao longo da vida.
      beijoo =)

      Excluir
  9. Oi Suelen,
    Conflitos existenciais são normais, fazem parte de nosso crescimento humano; porém, precisamos exercitar o amor próprio!
    Adorei!
    Beijo carinhoso, feliz fim de semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jossara,
      Sim,os conflitos fazem parte da vida e em muitos momentos descobrimos coisas em nós mesmos a partir deles.
      obrigada,beijoo =)

      Excluir
  10. O amor próprio é o primeiro passo para compreender tal sentimento. Quem não se ama, não conseguirá amar o próximo. Adorei o texto! Escrito com muita sensibilidade e competência.
    Ótimo fim de semana. Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline,
      O amor-próprio é fundamental,mas nem sempre é simples lidar com isso.
      Obrigada,fico feliz que tenha gostado.
      beijoo =)

      Excluir

Que o amor que há em mim chegue até você também!
Obrigada pela visita e volte sempre,que a porta dos sentimentos estará sempre aberta para o seu pensamento!=)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Curta a página do blog no Facebook

Procurar